Carlos Melles destaca cenário favorável para os pequenos negócios

01/12/2019

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, participou em Curitiba, na noite desta quinta-feira (29), da cerimônia de abertura da XVI Convenção Nacional da Micro e Pequena Empresa, realizada pela Confederação Nacional das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais (Conampe) e pela Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais do Estado do Paraná (Fampepar).

O evento, que reuniu representantes do Ministério da Economia, de entidades empresariais e associações de 18 estados brasileiros, além de empreendedores, debateu os avanços para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas no Brasil e a criação de um ambiente de negócios favorável. Na palestra de abertura, o presidente Carlos Melles lembrou algumas ações recentes realizadas em prol desse segmento.

“As micro e pequenas empresas vivem um momento especial no País, com ações que visam a desburocratização, a simplificação e a digitalização de processos. Temos uma legislação positiva que colabora para a modernização de startups e para a criação das Empresas Simples de Crédito, além de uma ampla atuação da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa. Estamos em um processo de retomada do crescimento e com uma expectativa muito positiva”, afirmou Melles.

O presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, recordou as dificuldades durante os anos 1980, quando surgiu o movimento em favor de micro e pequenas empresas. Ele destacou o comprometimento dos órgãos públicos, das entidades e associações e do setor produtivo para o desenvolvimento econômico das MPEs, no Brasil. “Estamos vivendo um momento promissor com mudanças profundas na atuação pública e em parceria com o setor privado. Queremos caminhar ainda mais longe com o foco em inovação, no acesso a novos canais de vendas e mercados. Participar desse desenvolvimento significa investir em inclusão social, distribuição de renda e no desenvolvimento econômico”, afirmou.

O Secretário Especial de Modernização do Estado da Secretaria Geral da Presidência da República, José Ricardo Martins da Veiga, também destacou o cenário atual. “Estamos com uma janela de oportunidades que visam tornar a legislação mais simples, integrar entidades, modernizar os negócios e o acesso aos novos mercados. Precisamos caminhar para um Brasil mais leve, que favoreça aqueles que produzem e trabalham: os empreendedores”, destacou José Ricardo.

Desenvolve Paraná - A cerimônia também foi palco para a assinatura do Desenvolve Paraná, Programa da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e o Sebrae/PR, em parceria com prefeituras do Estado, para o fortalecimento do desenvolvimento econômico local e regional. A iniciativa é um projeto piloto do Sebrae que será implantada, primeiramente, no Paraná e em Minas Gerais para o cenário das micro e pequenas empresas e que poderá se expandir nacionalmente.

O projeto, que se inicia em janeiro de 2020, prevê a modernização das gestões municipais através de propostas de inovação, a realização de encontros estaduais e regionais entre gestores públicos, a implantação das salas do empreendedor, a capacitação dos gestores municipais em temas relativos à construção de políticas públicas, entre outras propostas. Para cada item, há ações e metas específicas, além de mecanismos de acompanhamento do trabalho realizado.

O presidente da AMP e prefeito da cidade paranaense de Pérola, Darlan Scalco, afirmou que o convênio oferecerá diversos benefícios aos empresários e futuros empreendedores e celebrou o trabalho coletivo em prol dessa iniciativa. “Esse convênio oferece ferramentas efetivas de desenvolvimento, de controle e de contatos com lideranças que vão colaborar para desenvolver nossos municípios. Queremos incentivar o empreendedorismo e melhorar o ambiente de negócios nas cidades para que o dinheiro seja movimentado localmente e isso ofereça melhor qualidade de vida a todos”, comentou.

O superintendente do Sebrae/PR, Vitor Tioqueta, também ressaltou a importância da realização de parcerias para o desenvolvimento do cenário econômico. “Esse é um trabalho de parceria importantíssimo para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas, responsáveis pela maior parte das vagas de empregos nos últimos meses em nosso País. As MPEs são parte essencial da retomada do desenvolvimento econômico brasileiro e com esse trabalho sério em conjunto com o poder público podemos chegar ainda mais longe”, destacou Vitor.

Associativismo 4.0 - O Sebrae e a Conampe também assinaram o convênio "Associativismo 4.0 para Acesso a Mercados", que tem como objetivo promover a inclusão de micro e pequenas empresas por meio de tecnologia, com acesso a portais de vendas para os mercados nacional e internacional.

O convênio abrange a capacitação gerencial, associativismo e qualificação de lideranças das entidades de representação.

A XVI Convenção Nacional da Micro e Pequena Empresa contou a presença de representantes do Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Paraná (Fopeme), da Secretaria Estadual de Planejamento do Paraná, da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), da Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio-PR), da Fomento Paraná e da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores do Estado do Paraná (Fampepar) e dirigentes e técnicos do Sebrae. O Ministério da Economia foi representado por membros da  Subsecretaria de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato. 

Foram representados 18 estados da federação, e mais de 50 entidades de representação de federações estaduais de micro e pequenas empresas (Fampecs) e associações municipais (Ampecs), destes estados.