Senador pede a Bolsonaro suporte para as micro e pequenas empresas

18/03/2020

Na tarde desta terça-feira, 17, o presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, e assessores técnicos da Confederação, mantiveram contato com a assessoria do senador Jorginho Mello tratando de medidas emergenciais de suporte às micro e pequenas empresas. Ontem mesmo, o senador encaminhou ao presidente da República, Jair Bolsonaro, um pedido de apoio ao empresários das micro e pequenas empresas. 
A Conampe tem dedicado todos os esforços na sua atuação conjunta com a Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa e junto aos ministérios e órgãos governamentais federais e estaduais, na defesa das micro e pequenas empresas. 


Crise gravíssima - Com uma projeção de queda no faturamento dos pequenos empreendedores, que atualmente somam quase 10 milhões de brasileiros, o senador Jorginho Mello entrou em contato com o presidente Jair Bolsonaro para formulação de medidas de emergência, dentre elas a criação de uma bolsa no valor de 2 salários mínimos para os micro e pequenos empresários de setores afetados com as medidas de prevenção ao Coronavírus.
No ofício encaminhado para o presidente, Jorginho estipula um prazo de 180 dias, podendo ser ampliado conforme a necessidade. “Pequenos negócios geraram 72% dos empregos do país em fevereiro, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados); pensando neles, que fazem a economia girar, temos que criar um plano emergencial”, ressalta Jorginho Mello.

Jorginho Mello é senador pelo estado de Santa Catarina e preside a Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas.