CONFEDERAÇÃO NACIONAL DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS E DOS EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS

NOTÍCIA

Pontualidade de pagamento das MPE cai pelo 5° mês seguido

Pelo 5º mês consecutivo, as micro e pequenas empresas brasileiras tiveram dificuldade de honrar seus pagamentos, segundo pesquisa da Serasa Experian divulgada nesta quarta-feira (24). A pontualidade de pagamento atingiu 94,9% em julho. Isto significa que, durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 949 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias.

Houve queda em relação a junho de 2011, mês em que a pontualidade havia registrado 95,1%, e na comparação com o mesmo mês do ano passado, com recuou 0,4 ponto percentual (estava em 95,3% em julho/10), o 5º recuo interanual consecutivo do indicador.

Para o economista da entidade, Carlos Almeida, o atual processo de desaceleração econômica, a alta dos juros e o consequente aperto nas condições de crédito estão produzindo efeitos adversos sobre o custo financeiro e o caixa das micro e pequenas empresas. Isto tem dificultado a realização de pagamentos em dia dos compromissos financeiros. “A micro e pequena empresa tem um perfil muito próximo ao consumidor. Por isso, com o aperto no crédito e a desaceleração da economia, a tendência é uma dificuldade maior das vendas e consequentemente dos pagamentos das dívidas”, disse.

Por setor

Em julho de 2011, as maiores quedas interanuais (em comparação a julho de 2010) na pontualidade de pagamento ocorreram nas micro e pequenas empresas industriais (recuo de 0,5 ponto percentual) e de serviços (queda de 0,9 ponto percentual).

Já nas micro empresas do setor comercial houve elevação de 0,1 ponto na pontualidade de pagamento em julho de 2011 em comparação com o mesmo mês de 2010. “O comércio está indo bem, mas já sentimos uma certa desaceleração de alguns setores como o de eletroeletrônicos por conta do alto valor agregado e a dependência de crédito mais caro”, afirma o economista.

Metodologia

O Indicador Serasa Experian da Pontualidade de Pagamentos das Micro e Pequenas Empresas é construído através dos pagamentos efetuados, mensalmente, por amostra de cerca de 600 mil micro e pequenas empresas, totalizando uma quantidade de, aproximadamente, 8 milhões de pagamentos registrados mensalmente, por seus fornecedores, nas bases de informações sobre pessoas jurídicas da Serasa Experian.

O indicador é segmentado por setor econômico e iniciou-se em janeiro de 2006. A Serasa Experian considera como micro e pequenas empresas aquelas cujo faturamento líquido anual não ultrapassa o montante de R$ 4 milhões.

A CONAMPE organiza e promove seminários, congressos e outras atividades de ajuntamento e mobilização empresarial em prol das micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais no Brasil.
FALE CONOSCO
CURITIBA
R. Padre Anchieta, 2050 - Salas 606 e 711
Bigorrilho - CEP 80730-000 - Curitiba - PR
BRASÍLIA
SHCS CR Quadra 502 - Bloco C - Loja 37
Asa Sul Brasília /DF - Tel. (61) 3246-9297
SIGA NAS REDES